fbpx
HyTrade Inbound Marketing

8 maneiras geniais para reposicionar conteúdo

por dionei

Por Nicki Howell

Os profissionais de marketing B2B estão acelerando a sua produção de conteúdo, relatando um aumento de orçamento de 51% neste ano, de acordo com um estudo do Content Marketing Institute. Mas, mesmo com este aumento de gasto, apenas 30% deles dizem que os seus esforços são eficientes. Eles precisam atingir a sua audiência com maior eficiência (e resultados), mas por onde eles devem começar?

Michael Brenner, CEO do Marketing Insider Group, disse que “O marketing de conteúdo representa a lacuna existente entre o que as marcas produzem e o que os consumidores realmente querem”.

Todos respondem de maneira diferente aos formatos de conteúdo. Algumas pessoas são aprendizes visuais e respondem positivamente aos infográficos, enquanto que os que aprendem ouvindo podem preferir um podcast. Reposicionando conteúdos você satisfaz as audiências em relação aos formatos por elas preferidos, ao mesmo tempo em que aumenta o seu alcance total.

Você precisa de ajuda para começar?

8 maneiras diferentes para reposicionar conteúdo agora mesmo

1. Transforme webinars em tutoriais de vídeo

Criar webinars de sucesso requer tempo. Você precisa escolher o assunto certo, criar o conteúdo e promover o webinar para capturar o máximo de interesse e de atenção. Após o término de um evento, muitas marcas seguem adiante, colocando-o como um webinar sob demanda, e (talvez sim ou não) promovê-lo. Mas, você não precisa parar aqui. Com alguns webinars, especialmente com lançamentos de novas características, e com os do tipo como fazer alguma coisa, você pode continuar a obter um retorno sobre o seu investimento (ROI) reposicionando o conteúdo do webinar como um tutorial de vídeo. Veja algumas dicas para começar a fazer isto.

  • Mantenha os tutoriais de vídeo curtos. Pesquisas mostram que o tamanho ótimo está entre 45 e 90 segundos. Mantenha o seu conteúdo curto e direto ao ponto.
  • Crie uma série. Você pode ter conteúdo suficiente para múltiplos vídeos. Se tiver, crie uma série e seduza os espectadores a subscrevê-la para construir um engajamento contínuo. Por exemplo, Derek Halpern da Social Triggers criou a série “Vídeos gratuitos sobre como vender qualquer coisa [sem exagerar]”, onde ele nutriu e engajou a audiência durante um grande período de tempo.

  • Promova os seus tutoriais feito um louco. Se você tiver uma lista de subscritores de e-mail, envie uma explosão e e-mails promovendo os vídeos para o mercado apropriado, até mesmo para os seus clientes. Também tire vantagem das capacidades dos sites das redes sociais online, como Twitter, Facebook e outros. Escreva um blog post sobre a próxima série e publique-o no seu website.
  • Transforme o seu webinar num SlideShare. Você já sabe como; e por que não? Você pode precisar eliminar alguns slides e adicionar texto, para que o conjunto possa ficar em pé sozinho. Por falar em SlideShare,

2. Transforme as apresentações em SlideShare em infográficos

O SlideShare é uma ferramenta ponderosa para os profissionais de marketing, capturando a atenção de 70 milhões de visitantes únicos por mês. De fato, é um dos 100 websites mais visitados do mundo. Logo, não é surpresa que os profissionais de marketing estejam usando esta ferramenta para expandir o seu alcance. Mas, uma vez que você tenha realmente criado um SlideShare fantástico, você pode extrair pontos e estatísticas chave para gerar um infográfico. Veja algumas dicas:

  • Mantenha-o simples. O seu SlideShare pode ser embalado com dados realmente fantásticos, mas, permaneça focado num único tema. Por exemplo, a PC Magazine publicou “O estado atual do Backup”, no qual ela focou exclusivamente nas melhores e piores práticas dos usuários de Mac.

reposicionar conteúdo

  • Embuta os seus infográficos num blog post. Isto lhe dá um duplo poder e alcance. Você pode promover o blog post e o infográfico separadamente, para aumentar a visibilidade.
  • Vá além dos dados. A maioria das pessoas pensa que os infográficos apenas contêm pontos sobre dados. Mas, de fato, 53% dos infográficos mais compartilhados realmente não contêm dados visuais. Verifique este “Como guiar” dos códigos de como os homens devem se vestir, que é construído baseado em dicas, ao invés de em dados:

reposicionar conteúdo

  • Você também pode inverter este tipo de reposicionamento. Por exemplo, comece por um infográfico e construa um SlideShare. O importante é que você está obtendo a máxima quilometragem do seu conteúdo.

3. Transforme podcasts em blog posts

Os podcasts são um grande recurso para reposicionar conteúdo. Eles estão cheios de informação, que você pode alavancar através de diversos formatos, como blog posts. Por exemplo, a Convince and Convert faz isto frequentemente. Recentemente, eles escreveram “Como sair na frente das tendências da mídia social neste ano”. No topo do podcast, eles dizem “Ouça este blog post como um podcast”, com um link para o áudio.

8 maneiras geniais para reposicionar conteudo III

Isto é ótimo, por que apenas 30% da população aprendem ouvindo. Os demais, que têm outros estilos de aprendizado, preferem ler ou ver a informação para processa-la. Veja algumas dicas para transformar os seus podcasts em blog posts:

  • Obtenha transcrições. Transcreva os seus podcasts, e, rapidamente, edite as transcrições para o formato de blog posts. Você economizará muito tempo (sem ouvir o podcast outra vez) e terá um blog post já feito.
  • Selecione citações. A pessoa que você entrevistou disse algo realmente muito bom? Separe esta citação do blog post e acrescente um link do tipo “Clique para tuitar” para promover compartilhamento social.
  • Maximize o alcance. Uma vez publicado o blog post, compartilhe-o com todos que foram entrevistados, ou incluídos no episódio do podcast. Se eles tiverem uma grande audiência, isto aumentará muito o seu alcance.

4. Converta blog posts em e-Books

Os profissionais de marketing B2B que usam blogs recebem 67% mais leads que os que não os usam. Mas, uma vez que você tenha criado, compartilhado e maximizado os seus esforços de cada post, você quer que esse conteúdo continue produzindo. Joel Fridlander detalha em um post no CopyBlogger como ele transformou os arquivos do seu blog num e-book.

Ele vasculhou o arquivo do seu website, selecionou posts populares, escreveu uma introdução e uma conclusão, atualizou o conteúdo e publicou “Uma companhia do próprio editor”. Veja algumas dicas para começar:

  • Descubra as pedras preciosas que estão escondidas. Quais blog posts tiverem um melhor desempenho? Procure temas ou tópicos semelhantes que você pode ligar, para formar diferentes capítulos.
  • Atualize o conteúdo. Quando você tiver juntado todo o conteúdo, algumas peças precisam ser atualizadas? Talvez alguns dados estatísticos precisem ser atualizados, ou algumas seções precisem de mais conteúdo. Dê um polimento em quaisquer áreas que requeiram atenção adicional.
  • Solicite citações de influenciadores. As citações dão vida ao e-book e mantêm os leitores engajados. Além disso, elas são uma grande ferramenta para promoção. Por exemplo, digamos que o seu e-book seja sobre um ponto doloroso específico da sua audiência alvo. Procure influenciadores e peça a eles suas percepções sobre o assunto. Algumas vezes, você pode obter uma citação numa rápida conversa, ou alguém responderá uma pergunta através de um e-mail. Após ter publicado o e-book, compartilhe-o com todos que fizeram citações (eles provavelmente irão promovê-lo).

Outros 4 tipos de conteúdo a serem reposicionados

Tenha em mente que você deve maximizar cada hora gasta nos esforços do marketing de conteúdo. Veja mais algumas maneiras úteis de reposicionar para obter um maior alcance.

  • Converta P&R em blog posts. Os seus clientes comumente fazem as mesmas perguntas ou expressam os mesmos pontos dolorosos? Se a resposta for afirmativa, você provavelmente escreveu uma sessão de P&R no seu website. Transforme essa informação numa série de blog posts, mergulhando mais fundo em cada desafio.
  • Conecte whitepapers (documentos técnicos) a blog posts. Após criar um whitepaper, use esse conteúdo para fazer uma série de blog posts e crie uma chamada para ação, para promover o whitepaper. Se o whitepaper for fechado (os prospectos precisam fornecer o seu endereço de e-mail para acessa-lo), você pode usa-lo para a geração de leads.
  • Siga os eventos com e-books. A sua empresa tem um importante evento a ser realizado em breve? Se a resposta for sim, capture as percepções dos participantes e torne isto num e-book.
  • Transforme estudos de casos em vídeos. Você está planejando criar estudos de casos neste ano? Se a resposta for sim, expanda o seu alcance criando vídeos curtos baseados no seu conteúdo, e inclua entrevistas com os seus clientes, para dar vida à história e torna-la um testemunho ainda mais vivo.

Siga adiante com maior impacto

Para cada peça de conteúdo que você criar, é importante perguntar “De que outras maneiras podemos usar isto”? Você pode considerar como ajustar cada peça para diferentes personagens. Como resultado, você não mais pensará sobre conteúdo como um investimento de uma só vez, e, ao invés disso, pensará nele como uma anuidade, que continua a recompensar durante mais tempo.

Enormes quantidades de tempo são economizadas durante o estágio de planejamento, à medida que você começar a atingir diferentes audiências através de diferentes formatos, sem ter que fazer novamente o trabalho que você já fez. Mas, o melhor de tudo é que você aprenderá quais tipos de conteúdo a sua audiência prefere, através de testar diferentes formatos para criar engajamento mais significativo e autêntico.

Você reposiciona atualmente o seu conteúdo? O que funciona melhor para a sua audiência? Por favor, compartilhe as suas experiências.

[wt_divider_dotted margin_top=”20″ margin_bottom=”20″]

Você está pronto para implantar o seu plano de conteúdo? Verifique o nosso e-book para aprender a criar conteúdo de qualidade através de uma estratégia vencedora que atraia potenciais compradores e que crie afinidade pela marca. Ele te ajudará a desenvolver personagens de compradores, a mapear a jornada deles através do ciclo de engajamento até a tomada de decisão e produzir conteúdo que os ajudará em cada estágio dessa jornada.

Banner Site Como Criar uma Estrategia Vencedora

Sobre o autora: Nicki Howell é uma profissional de marketing de conteúdo B2B, especializada no ramo da tecnologia. Ela ajuda os seus clientes a melhorar as suas taxas de respostas, a comunicar mensagens complexas e a gerar leads de alta qualidade. Você pode conectar com Nicki no LinkedIn, segui-la no Twitter ou aprender mais aqui.

Fonte: Act-On Software

Tradução: Fernando B. T. Leite

Act-On agency partner logo® Copyright: A HyTrade é agência parceira da Act-On e todos os artigos são traduzidos e republicados com autorização.

 

Você também pode gostar desses artigos

Deixe um comentário

* Ao realizar este comentário você concorda com a nossa política de privacidade.