fbpx
HyTrade Inbound Marketing

Por que o vídeo é o futuro do marketing de conteúdo

por dionei

Por Nicki Howell

Você está usando vídeo nos seus esforços de marketing de conteúdo? Se estiver, você tem muita companhia. Setenta e nove por cento dos profissionais de marketing B2B dizem que estão usando esta tática – e por um bom motivo. O vídeo alavanca o poder do som, da visão e de contar histórias, para dar vida aos seus produtos e serviços.

Embora seja verdade que os profissionais de marketing entendem por que devem usar esta tática, também é verdade que nem todos os que usam vídeos estão tendo excelentes resultados. De fato, para muitos deles, os resultados estão decepcionando. Albert Einstein disse que “A lógica vai apanha-lo da A a Z; a imaginação vai atingi-lo em todos os lugares”.

Se o vídeo for o futuro do marketing de conteúdo (e eu estou argumentando que é), como podem os profissionais de marketing B2B liberar com maior sucesso o seu poder para conectar e engajar mais eficientemente com os clientes?

Por que o vídeo é o futuro

A maioria da sua audiência alvo está vendo vídeo; de fato, muitos deles o preferem. Setenta e cinco por cento dos executivos relatam assistir vídeos, como uma tática de marketing de conteúdo, pelo menos uma vez por semana. De acordo com o que escreveu Douglas Karr no Spiceworks: diante de uma escolha, 59% dos executivos preferem assistir a um vídeo que ler um artigo.

Talvez, como resultado do interesse dos executivos, 73% dos profissionais de marketing B2B dizem que o vídeo impacta positivamente o seu retorno sobre o investimento. O ROI desta atividade de marketing também é mais fácil de rastrear, pois, “ele vive em locais confinados” (como no YouTube) e, consequentemente, viaja de forma diferente na mídia social, em comparação com outros tipos de ativos de marketing de conteúdo.

Pesquisas também descobriram que o vídeo marketing é a forma mais popular de conteúdo entre os usuários finais, e é uma parte crescente do mix do marketing de conteúdo, parcialmente em virtude da contribuição significativa para o ROI. Logo, se os profissionais de marketing B2B usarem futuramente mais táticas de vídeo, como poderão eles capturar máximos resultados a partir dos seus esforços?

Como as grandes marcas estão usando vídeos no seu marketing de conteúdo

Os profissionais de marketing criam vídeos por diversos motivos, como construir consciência da marca, gerar leads e impulsionar o engajamento online. Mas, independentemente da meta, os seus esforços podem ser inspirados por exemplos de marcas que estão obtendo resultados. Veja quatro abordagens estratégicas de vídeo de marketing de conteúdo.

1. GoPro: promovendo o bem social

A GoPro está usando vídeos que destacam pessoas reais falando sobre temas do mundo real, que ressoam com a sua audiência alvo. Os vídeos da empresa capturaram no YouTube uma audiência de aproximadamente 4 milhões de subscritores. Através da sua série “GoPro, seja um herói”, a empresa destaca pessoas comuns que estão fazendo coisas maravilhosas.

Por exemplo, a GoPro publicou “GoPro: Bombeiro Salva Gatinho”, que teve mais de 30 milhões de visualizações e 381.620 curtidas. O vídeo de 2 minutos conta a história de um bombeiro (usando GoPro) que salva um gatinho inconsciente de uma casa em chamas. A história aquece o coração e cria emoções positivas, inspiração e um desejo de fazer o bem.

Dicas-chave para levar para casa

  • Identifique tópicos que ressoarão principalmente com a sua audiência alvo.
  • Use vídeo para cobrir esses tópicos e torna-los vivos, invocando emoções positivas.
  • Alavanque o desejo natural da sua audiência alvo de ver o bem social através do vídeo.

2. Intel: pintando uma imagem de sucesso

A série da empresa “Conheça os realizadores” (“Meet the Makers”) conta assombrosas histórias de pessoas que fazem uma diferença através do uso dos produtos da Intel. Note bem: nesta série de vídeos, a Intel não é a heroína. Os heróis são os clientes da empresa. No final do vídeo, o lema é a pergunta: “O que você fará”?

Por exemplo, este curto vídeo destaca Shubham Banerjee, que construiu uma tecnologia de baixo custo, que deu a 200 milhões de pessoas cegas um método para ler a preços acessíveis. Este vídeo teve mais de 1 milhão de visualizações.

Dicas-chave para levar para casa

  • Compartilhe o holofote. A Intel faz dos clientes as estrelas das histórias, e usa o vídeo para contar a história deles de maneira mais profunda.
  • Sutilmente inclua características dos produtos. A série “Makers” (“Realizadores”) destaca tecnologia da Intel, que é muito sutil e inteligentemente narrada numa história.

3. Samsung dispositivos móveis: Dicas profissionais úteis

Esta é uma estratégia semelhante à da Intel, na qual a Samsung destaca sutilmente os seus produtos em vídeo, mas o foco está em ajudar o espectador a desenvolver novas habilidades, e a empresa posta no Facebook, como também no YouTube. Os vídeos destacam profissionais compartilhando informação privilegiada, criando confiança e oferecendo valor para a audiência alvo. Por exemplo, a reconhecida fotógrafa Jessica Lehrman no vídeo abaixo.

futuro

Este vídeo foca numa única coisa: como usar a regra dos terços ao compor uma foto. Este post teve mais de 1 milhão de visualizações e quase 3.000 curtidas.

Dicas-chave para levar para casa

  • Mantenha a sua mensagem simples.
  • Mantenha o vídeo curto.
  • Destaque uma autoridade simpática para vídeos do tipo “como fazer” ou “com dicas”.
  • Foque em ajudar a audiência a obter mais valor dos seus produtos ou serviços.

4. Hootsuite: entretenha os seus clientes

A Hootsuite criou um vídeo intitulado “Hootsuite’s Game of Social Thrones”, que dá uma girada divertida sobre os seus serviços – e obteve mais de 1 milhão de visualizações.

A Hootsuite conecta com a sua audiência confessando que “Na Hootsuite, nós somos grandes fãs da série ‘Game of Thrones’ da HBO”. A nova temporada tinha acabado de chegar, quando a empresa postou este clip, e a empresa claramente criou a sua própria versão da sequência da abertura.

A empresa destaca semelhanças entre a série e os seu serviços, explicando que “… une os reinos em guerra numa história da qual nós conhecemos uma ou duas coisas. A Hootsuite une as redes sociais sob uma plataforma, de forma que empresas e organizações de todos os tamanhos podem, de maneira colaborativa, executar estratégias da mídia social em múltiplas plataformas e contas, todas originárias de um painel seguro baseado na web”.

Eles também incluem no vídeo uma chamada para ação, que conduz os espectadores para a página de subscrição.

Dicas-chave para levar para casa

  • Entenda as curtidas e os desgostos dos seus clientes, e capitalize neles de maneiras criativas e inovadoras.
  • Não tenha medo de ser criativo nos seus vídeos, fazendo-os mais memoráveis.
  • Você pode ligar o vídeo a um fenômeno cultural – se você fizer isto realmente bem (mas dirija as vaias para os que fazem isto mal).

4 dias para o sucesso

  1. Crie a duração certa do vídeo. Não existe uma estratégia do tipo tamanho único quando se trata de criar um grande vídeo, mas há algumas orientações gerais sobre a duração. Em primeiro lugar, saiba quais dispositivos e plataformas os seus clientes estão usando, pois, a melhor duração de um vídeo pode variar de acordo com a plataforma. Por exemplo, os usuários de desktops assistem um vídeo durante aproximadamente 2 minutos, enquanto que os usuários de dispositivos móveis permanecem durante mais tempo – aproximadamente 2 minutos e meio. Os usuários do Facebook tendem a valorizar conteúdo mais curto, enquanto que os espectadores do YouTube gostam de conteúdos mais longos. O vídeo ideal para o YouTube tende a ter uma duração de aproximadamente 3 minutos.
  1. Não se esqueça de uma chamada para ação. Como outros esforços de marketing de conteúdo, o seu vídeo deve incluir uma chamada para ação. Mas, no vídeo, você não precisa esperar até o final – de fato, você não deve, sugere a AdAge. No vídeo, você deve incluir a sua chamada para ação nos primeiros 10 segundos.
  1. Prestigie os dados analíticos e adapte a sua estratégia. Uma vez que você tiver publicado o vídeo, determine com quais vídeos a sua audiência alvo engaja mais. Quais plataformas estão gerando a maioria das visualizações? Quando os espectadores estão saindo do vídeo? Estas são perguntas que você deve responder para maximizar o ROI e para orientar a futura criação de conteúdo.
  1. Use elementos interativos. Por exemplo, links no vídeo, questionários e pesquisas podem impulsionar os níveis de eficiência e de engajamento do seu vídeo.

Usando o vídeo no futuro

A integração com sucesso do vídeo no seu marketing de conteúdo promove engajamento mais profundo com os seus clientes. Mas, ao criar esses ativos, é importante perguntar continuamente “Por que nós estamos fazendo isto”? É igualmente importante perguntar “Por que o meu cliente se importa com isto”?

Os profissionais de marketing tornam-se menos profissionais de marketing tradicionais e mais contadores de histórias – pois, quando você conta grandes histórias que ressoam na sua audiência alvo, você pode levar o engajamento a níveis inteiramente novos.

O mix do seu marketing de conteúdo inclui vídeo? Por favor, compartilhe o que está funcionando – e o que não está – para a sua empresa.

[wt_divider_dotted margin_top=”20″ margin_bottom=”20″]

Materiais gratuitos para você baixar!

[wt_portfolio column=”2″ ids=”769,5282″ desc=”false” category=”false” more=”false” moreText=”Leia Mais »” order=”DESC”]

Sobre o autora: Nicki Howell é uma profissional de marketing de conteúdo B2B, especializada no ramo da tecnologia. Ela ajuda os seus clientes a melhorar as suas taxas de respostas, a comunicar mensagens complexas e a gerar leads de alta qualidade. Você pode conectar com Nicki no LinkedIn, segui-la no Twitter ou aprender mais aqui.

Fonte: Act-On Software

Tradução: Fernando B. T. Leite

Act-On agency partner logo® Copyright: A HyTrade é agência parceira da Act-On e todos os artigos são traduzidos e republicados com autorização.

 

Você também pode gostar desses artigos

Deixe um comentário

* Ao realizar este comentário você concorda com a nossa política de privacidade.