fbpx
HyTrade Inbound Marketing

Preso numa rotina de marketing de conteúdo? Tente este truque

por HyTrade

Por Justin Lambert

Você está ficando cansado do seu blog? Se a resposta for sim, há uma boa chance de que os seus leitores também estão.

Na realidade, não há nada de errado nisso, acredite-me. Você trabalhou bastante para criar fantástico conteúdo educacional, engajador e divertido, possivelmente durante anos. Mas, por algum motivo, a coisa parou de funcionar. Ou, ainda está funcionando, mas o seu tráfego e os indicadores-chave de desempenho estão se achatando, isto é, não estão aumentando.

Mais importante que descobrir porque estes problemas existem, é descobrir o que fazer diante deles. A resposta é muito mais simples que você pode imaginar.

É a diversificação importante para o sucesso do marketing de conteúdo?

Pense no seu conteúdo como ativos em ações. Já que estamos neste assunto, vamos obter um conselho do maior guru de investimentos do mundo, Warren Buffet:

“Não ponha todos os seus ovos na mesma cesta”.

“A diversificação é uma proteção contra a ignorância. Ela não faz muito sentido para os que sabem o que fazem”.

Mas, como podem estas duas declarações ser verdadeiras?

A explicação o ajudará tirar o seu blog das calmarias e a rejuvenescer toda a sua estratégia de conteúdo, se você a puser em prática. Você está pronto?

A chave para o sucesso contínuo do conteúdo

Se você quiser que o seu blog tenha uma crescente audiência nos próximos anos, a chave é diversificar o seu conteúdo de forma estratégica.

O principal veículo de investimento de Warren Buffet, a empresa Berkshire Hathaway, é amplamente diversificada em relação às empresas nas quais ela investe. Mas, o fato interessante, é que eles consistentemente têm 70% da sua receita proveniente dos seus cinco maiores investimentos.

Como foi explicado num artigo no site ValueWalk “A chave é distinguir entre o investidor profissional (o investidor que sabe o que está fazendo) e o não profissional”. Buffet prefere ver o investidor profissional investir nas suas melhores ideias.

Para os que não sabem o que estão fazendo, a diversificação é segura e a coisa inteligente a ser feita. Para os que sabem o que fazem, a concentração em empresas vencedoras faz muito sentido.

Portanto, como você diversifica estrategicamente, sendo um profissional de marketing de conteúdo? É experimentando e testando.

Descubra novas maneiras de engajar

Se você tem produzido o velho blog baseado em textos postados duas vezes por semana, durante quatro anos, você tem uma tonelada de conteúdo nas pontas dos seus dedos. Você pode também ter uma tonelada de assinantes, links e tráfego. Mas, que tipo de engajamento você tem visto?

Se o engajamento caiu, talvez as suas audiências estejam interessadas em tipos de conteúdo que você ainda não tentou. Ou, talvez o seu tom tenha ficado insípido. Independentemente das razões por trás do problema, a solução é notavelmente familiar: diversificar estrategicamente.

Eu não quero dizer que você não sabe o que está fazendo, no que se refere o marketing de conteúdo. Porém, de certa forma somos todos novatos. A tecnologia, as ferramentas, as boas práticas, o próprio ramo de atividades estão todos fluindo. Nós todos estamos aprendendo todo o tempo, e a melhor maneira de fazer isto é experimentar e testar.

Comece pelo conteúdo readaptado

Para começar a fazer experimentação com conteúdo estratégico, inicie pelo que você já tem, como aquele arquivo de centenas de textos de posts.

  1. Transforme-os em vídeos. Selecione os pontos principais de um post num vídeo de 2 ou 3 minutos, que seja constituído por uma apresentação convincente, ou um show de slides, ou por um videográfico animado. Veja os passos 5 e 6 do capítulo 10 do excelente guia de marketing para blog da QuickSprout para mais detalhes.
  2. Transforme-os em podcasts. Leia e grave um post com alguns minutos de informação direta, ou compartilhe-o com um colega e grave a discussão entre vocês dois. Para os que aprendem com áudio, os podcasts oferecem um meio mais útil de carregar consigo a informação do seu blog. NT: você pode ouvi-los no seu carro, enquanto enfrenta o trânsito numa cidade grande ou numa estrada.
  3. Esculpa-os e ponha-os no Twitter. Ou use o Facebook, ou o Google+, ou qualquer outra rede social que seja usada pela sua audiência alvo. Enquanto que cada rede social tem o seu tom e sabor próprios (que são únicos), você deve ser capaz de extrair pelo menos 3 ou 4 pedras preciosas ou pepitas interessantes de cada post.
  4. Combine-os em documentos e e-books. Junte e combine posts sobre um tema semelhante. Use-os como ímãs para construir a sua lista de e-mails ou conteúdo premium apenas para assinantes.
  5. Faça também tudo isso de trás para a frente. Você já criou um monte de conteúdo, e os mesmos métodos de readaptação também funcionam ao contrário e para os lados: faça um e-book constituído por vários breves vídeos, leia e discuta um documento para novos episódios de um podcast, etc.

Estas são apenas algumas de muitas possibilidades. Para outras excelentes sugestões de readaptação, veja esta lista de ferramentas úteis da Outbrain.

Mas, há uma importante pergunta que você precisa fazer: quando você adaptar destas maneiras testadas e verdadeiras, você certamente estará diversificando o seu arquivo de conteúdo, mas estará você fazendo isto estrategicamente? Pergunte a qualquer cirurgião plástico: mudar a aparência de alguém, nem sempre automaticamente melhora o conteúdo.

Teste a sua estratégia de diversificação

Cada uma das avenidas de readaptação anteriormente discutidas, e outras que eu não mencionei, são alimento para o seu programa de testes.

O objetivo é criar conteúdo estelar de várias formas e então, rigorosamente, testar como ele é recebido pela sua audiência alvo, bem como qual é o seu sucesso e como ele se compara ao do conteúdo original. Embora identificar e capturar um aumento de 0,005 por cento de cliques seja muito bom, o objetivo do teste é descobrir o que a sua audiência, ou um subconjunto específico da sua audiência, realmente quer. Talvez seja um post baseado nos resultados do teste. Talvez seja um infográfico. Não importa o quanto você goste de criar vídeos ou podcasts, se a sua audiência não quiser vê-los ou escuta-los.

Para obter o máximo dos resultados destes testes, você precisa usar métricas que sejam realmente importantes, não apenas o tradicional número de visitantes/tempo gasto no site/número de compartilhamentos, aos quais nós estamos acostumados. Ao invés disto, foque nas métricas que muitos profissionais de marketing ignoram:

  • Elevação da marca: Um impulso da percepção da sua marca, medido pelas interações dos clientes após terem sidos expostos ao seu conteúdo.
  • Tempo de engajamento: Quanto tempo cada pessoa está realmente gastando no seu conteúdo, uma avaliação muito melhor do engajamento que as estatísticas sobre compartilhamento.
  • Média de término: A porcentagem dos seus leitores, ou espectadores, ou ouvintes, que realmente terminaram toda a peça de conteúdo e onde (em que ponto) ficaram os que não terminaram.
  • Leitores que retornam: Uma das consequências importantes do engajamento é que os seus visitantes precisem retornar e ver o que mais você tem a dizer.
  • Lealdade do visitante: Com que frequência eles voltam e quanto tempo eles demoram para voltar? Esta métrica acentua o valor da métrica anterior.
  • Longevidade: Durante quanto tempo você continua a colher recompensas em virtude do seu conteúdo? Isto fará maravilhas para os seus esforços de readaptação e outras considerações sobre o seu calendário editorial.

Testar à medida que você faz experimentos irá provavelmente render um monte de dados e feedback, que você pode usar para informar o que irá criar futuramente, e ajuda-lo a se conectar mais profundamente com a sua audiência. E é isto que você está realmente pretendendo com toda a diversificação do conteúdo: maior engajamento com a sua audiência encontrando-a onde ela está e onde ela quer estar.

Saia das profundezas

Para encontrar a fórmula certa para o seu conteúdo, você terá que tentar várias abordagens diferentes e sair da sua zona de conforto. Considere reservar 10% do seu tempo e do seu orçamento de criação de conteúdo para desenvolver ideias realmente novas e para testa-las! Saia da sua zona de conforto. Não faça o que lhe parece seguro. Você pode eventualmente tropeçar em ouro viral.

A seguir, veja outra lista parcial de ideias para fazer a bola rolar:

Siga adiante e prospere. E, acima de tudo, não seja um chato!

[wt_divider_dotted margin_top=”20″ margin_bottom=”20″]

Quer se aprofundar em marketing de conteúdo? Então, faça download gratuitamente do nosso e-Book para aprender a criar uma estratégia vencedora de marketing de conteúdo!

 

banner-site-como-criar-uma-estrategia-vencedora

Sobre o autor: Justin P Lambert é um especialista em marketing de conteúdo, um escritor de textos, um escritor fantasma, um escritor de discursos e apresentações, um consultor e autor de The Content Marketing Hurricane (O furacão do marketing de conteúdo) – http://www.contentmarketinghurricane.com

Fonte: The Content Strategist

Tradução: Fernando B. T. Leite

Foto por: Soloviova Liudmyla

Content Strategist Logo® Copyright: Todos os artigos da Contently são traduzidos e republicados com autorização.

 

 

Você também pode gostar desses artigos

Deixe um comentário

* Ao realizar este comentário você concorda com a nossa política de privacidade.